Jornalismo e Literatura

A pesquisa A Literatura no Jornalismo de Caco Barcellos – gênero, fatos e linguagem busca analisar as características do texto literário presentes nos livros-reportagem do Caco Barcellos, Rota 66 e Abusado. O jornalista gaúcho dedicou grande parte de sua vida profissional aos casos de injustiça social e violência. Nessas duas obras, fala sobre a brutalidade de um grupo especial da polícia de São Paulo e sobre o crime no morro Santa Marta, no Rio de Janeiro. Tudo isso fundamentado em grande processo investigativo, além de entrevistas em profundidade. Caco Barcellos conta a história de personagens que são muitas vezes invisíveis à sociedade.

As características do Jornalismo Literário adotadas como referência para esta análise são aquelas sugeridas por Tom Wolfe, que é um dos protagonistas do New Journalism, movimento surgido nos Estados Unidos na década de 60 que resgatou traços da literatura na construção do texto jornalístico, criando o chamado romance de não-ficção. Além de Tom Wolfe, o Novo Jornalismo contou, entre seus expoentes, com os famosos Gay Talease e Truman Capote.

A pesquisa em desenvolvimento no Monitor de Mídia é feita pela acadêmica Sílvia Mendes, sob a orientação de Laura Seligman.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: